Suspeito de matar PM em Jorro é reconhecido e diz que crime foi ‘acerto de contas’ com PCC

Um homem assumiu, na noite desta quinta-feira (25), a autoria do assassinato do policial militar José Robson dos Santos Costa, morto na cidade de Tucano, na localidade de Caldas do Jorro, na noite de quarta (24).

 

De acordo com informações obtidas pelo Bahia Notícias, o crime foi um “acerto de contas” entre o acusado e a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Ele teria executado o PM em troca do perdão de uma dívida de R$ 10 mil. Na casa do suspeito, foi encontrado um blusão sujo de sangue com perfuração de bala. Após ser apresentado às testemunhas, ele foi reconhecido e assumiu ter efetuado os disparos e indicou o local onde escondeu a arma do crime.

Ainda de acordo com as informações, Mauricio Silva dos Santos, 22 anos, teve a prisão preventiva decretada. Costa tinha 41 anos e era lotado na Companhia Independente de Policiamento Especializado Litoral Norte – Cipe Cael de Alagoinhas.

Fonte: Bahia Notícias

Ler 2671 vezes
Avalie este item
(1 Votar)
Publicado em Região

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Classificados

O Olho do Povo

« Junho 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
Imperdível! As novidade do comércio da nossa região estão aqui:
  •  
    Não fique no anonimato, anuncie aqui!
     
  •  
    Não fique no anonimato, anuncie aqui!
     
  •  
    Não fique no anonimato, anuncie aqui!